Conselhos para um Fígado Saudável

Conselhos para Fígafo Saudável - Hepic

Conselhos para um Fígado Saudável

A melhor forma de combater as doenças do fígado é preveni-las.

12 dicas para manter o seu fígado saudável: 

  1. Mantenha um peso saudável

Se tem excesso de peso ou obesidade, está em risco de desenvolver fígado gordo não alcoólico (NAFLD) que poderá progredir para esteato-hepatite não alcoólica (NASH), uma doença hepática que tem crescido significativamente nos últimos anos. A perda de peso e o exercício físico são fundamentais na prevenção do fígado gordo e no tratamento da NASH.1

  1. Escolha uma dieta equilibrada. 

Evite refeições muito calóricas, gorduras saturadas, hidratos de carbono refinados (por exemplo, pão branco, arroz branco, massas habituais, etc.) e açúcar (frutose). Não coma marisco cru ou mal cozinhado. Para uma dieta equilibrada, opte por alimentos ricos em fibras, por exemplo, fruta, vegetais, bem como pão, arroz e cereais integrais. Coma carne (ainda que limitando o consumo de carnes vermelhas), laticínios (leite com baixo teor em gordura e pequenas quantidades de queijo) e gorduras (as gorduras “saudáveis” são as monoinsaturadas ou polinsaturadas provenientes de óleos vegetais, nozes, sementes e peixe). A hidratação é essencial, beba muita água.1,2

Se tem cirrose deve moderar ou mesmo restringir o consumo de sal.3

  1. Pratique exercício físico regularmente.

A prática de exercício regular leva ao consumo de triglicerídeos e contribui para a redução da gordura no fígado.2  

  1. Evite o contacto com substâncias tóxicas.

Alguns suplementos alimentares poderão levar à lesão de células hepáticas e ser tóxicos para o fígado. Não consuma os chamados “produtos naturais” sem se aconselhar previamente com o seu médico.4

  1. Beba álcool com moderação.

O álcool poderá induzir lesão ou destruição das células hepáticas e contribuir para o desenvolvimento de um processo cicatricial  com formação de fibrose e, por último, cirrose. Fale com o seu médico sobre qual a quantidade de álcool que poderá consumir. Poderá ser aconselhado a beber álcool apenas com moderação ou a parar completamente o consumo.5

  1. Evite agulhas contaminadas.

As agulhas contaminadas não estão associadas apenas ao consumo de drogas injetáveis. Deverá procurar assistência médica após qualquer penetração na pele que envolva agulhas ou materiais cortantes, incluindo em ambiente hospitalar. Garanta também a utilização de agulhas limpas e esterilizadas em tatuagens e piercings.6

  1. Procure assistência médica se tiver em contacto com sangue.

Se por algum motivo contactar com o sangue de outra pessoa, portadora de uma doença contagiosa, procure imediatamente assistência médica, podendo recorrer à urgência hospitalar mais próxima.2

  1. Não partilhe itens pessoais de higiene

Não partilhe aparelhos/lâminas de barbear, escovas de dentes ou corta-unhas, no sentido em que estes poderão conter níveis microscópicos de sangue e outros fluidos corporais que poderão estar contaminados.7

  1. Use preservativo.

A prática de sexo desprotegido poderá aumentar o risco de adquirir infeções como hepatite A, hepatite B ou hepatite C.8

  1. Lave as mãos com frequência.

Use água e sabão imediatamente após o uso de casas de banho, após mudar uma fralda e antes de comer ou cozinhar.2

  1. Tome os medicamentos tal como recomendado. 

A toma incorreta de medicação (em excesso, medicação errada ou a mistura incorreta de medicamentos), poderá causar danos no seu fígado. Não consuma álcool se estiver a tomar medicação. Comunique ao seu médico todos os medicamentos, bem como suplementos ou medicamentos à base de plantas, que toma.9

  1. Vacine-se. 

Seja vacinado e proteja-se contra a hepatite A e hepatite B.10

  1. Vilar-Gomez E, et al. Weight loss through lifestyle modification significantly reduces features of nonalcoholic steatohepatitis. Gastroenterology 2015;149:367-378.
  2. American Liver Foundation. 13 Ways to a Healthy Liver. Disponível em: https://liverfoundation.org/13-ways-to-a-healthy-liver/ (consultado em abril de 2020).
  3. European Association for the Study of the liver (EASL). EASL Clinical Practice Guidelines for the management of patients with decompensation cirrhosis: J Hepatol 2018;69:406-460.
  4. Navarro VJ, et al. Liver injury from herbal and dietary supplements. Hepatology 2017;65:363-373.
  5. Liber C. Relationships between nutrition, alcohol use, and liver disease. Alcohol Research & Health 2003;27: 220-231.
  6. Coppola N, et al. Hepatitis B virus and hepatitis C virus infection in healthcare workers. WJH 2016;8:273-281.
  7. Ghany M, et al. Hepatitis C Guidance 2019 Update: American Association for the Study of Liver Diseases–Infectious Diseases Society of America Recommendations for Testing, Managing, and Treating Hepatitis C Virus Infection. Hepatology, 2020;71:686-721.
  8. Gorgos L. Sexual transmission of viral hepatitis. Infect Dis Clin North Am 2013;27:811-836.
  9. Thomas R, et al. Preventive Strategies in Chronic Liver Disease: Part I. Alcohol, Vaccines, Toxic Medications and Supplements, Diet and Exercise. Am Fam Physician 2001;64:1555-60.
  10. Leise MD, Talwalkar JA. Immunizations in chronic liver disease: what should be done and what is the evidence. Curr Gastroenterol Rep 2013;15:300.
Voltar